A World Investor Week (Semana Mundial do Investidor) é uma iniciativa global promovida pela IOSCO com objetivo de sensibilizar para a importância da educação financeira e da proteção dos investidores. Em 2021 realiza-se pelo quinto ano consecutivo e a CMVM associa-se novamente à iniciativa, promovendo com onze parceiros um conjunto de atividades destinadas a diversos públicos-alvo.

O QUE É A SEMANA MUNDIAL DO INVESTIDOR?

A World Investor Week (Semana Mundial do Investidor) é uma iniciativa global promovida pela IOSCO (Organização Internacional das Comissões de Valores) com o objetivo de sensibilizar e alertar para a importância da educação financeira e da proteção dos investidores.

Em 2021 realiza-se pelo quinto ano consecutivo, em mais de 90 jurisdições, que representam os seis continentes. A Semana Mundial do Investidor conta com o Alto Patrocínio do Presidente da Républica Portuguesa, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa.

Após o alcance e impacto das edições anteriores, a CMVM associa-se novamente à World Investor Week, que este ano decorre entre 6 e 12 de outubro. Juntamente com onze parceiros serão realizadas iniciativas que abordam temas relacionados com princípios básicos de investimento, poupança e inovação financeira, confiança dos investidores, ética, entre outros, e que visam chegar a um público-alvo diversificado.

As atividades, tal como o ano passado, decorrerão predominantemente em formato digital, tendo em conta o contexto de pandemia em que ainda vivemos.

QUEM SÃO OS PARCEIROS?

À organização da Semana Mundial do Investidor em Portugal associam-se este ano onze parceiros, abrangendo assim os diferentes setores do mercado e perspetivas. Abaixo faz-se uma breve apresentação de cada um deles.

Associação de Empresas Emitentes de Valores Cotados em Mercado

Organização privada que visa contribuir para a promoção da competitividade do mercado de capitais nacional. Tem como missão principal a representação e defesa dos interesses coletivos das empresas emitentes de valores mobiliários admitidos à negociação no mercado regulamentado português.

Associação Portuguesa de Analistas Financeiros

Representa os interesses dos profissionais da atividade de análise financeira e de consultoria para o investimento junto das autoridades de regulação e de supervisão financeira, informa e mantém atualizados os seus associados e promove a certificação profissional dos analistas financeiros em Portugal.

Associação Portuguesa de Bancos

Principal entidade que representa o sector bancário, constituindo os seus associados mais de 90% do ativo do sistema bancário português. Tem como objetivos defender o sector bancário em Portugal, os interesses comuns dos associados e contribuir para um melhor desempenho económico, técnico e social do sector.

Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios

Representa os interesses do setor da gestão de fundos de investimento mobiliário, imobiliário, fundos de pensões e patrimónios. Representa as associadas junto das autoridades nacionais e internacionais, com competência no que respeita aos mercados de valores mobiliários, imobiliários e pensões.

Associação Portuguesa de Seguradores

Entidade representativa do setor segurador. Tem por objetivo defender e promover os interesses das empresas de seguros e resseguros. O conjunto dos seus associados representa atualmente mais de 99% do mercado segurador português, quer em volume de negócios, quer em efetivos totais empregados.

Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

Responsável pela regulação e supervisão, quer prudencial quer comportamental, da atividade seguradora, resseguradora, de fundos de pensões e respetivas entidades gestoras e de mediação de seguros. Tem por missão assegurar o bom funcionamento do mercado segurador e fundos de pensões em Portugal.

Banco de Portugal

Banco central da República Portuguesa. Integra o Eurossistema e o Sistema Europeu de Bancos Centrais, o Mecanismo Único de Supervisão e o Mecanismo Único de Resolução. Tem como missões essenciais a manutenção da estabilidade dos preços e a promoção da estabilidade do sistema financeiro.

Euronext Lisbon

Entidade gestora da bolsa nacional. Pertence à Euronext, a primeira bolsa pan-europeia, que resultou da fusão das Bolsas de Paris, Bruxelas, Amesterdão e Lisboa e do mercado de derivados londrino, e que trouxe ao mercado de capitais português uma exposição internacional. Atualmente, o grupo integra também as bolsas de Milão e Oslo.

Parceiros convidados

CIP

Estrutura associativa patronal que representa mais de 150.000 empresas, que empregam 1,8 milhões de trabalhadores e são responsáveis por um volume total de negócios representativo de 71% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Visa a promoção de uma economia dinâmica e o aumento da produtividade e competitividade do tecido empresarial nacional.

CFA

Associação de profissionais de investimento, como gestores de carteiras, consultores e analistas, que tem por objetivo promover os valores éticos, a educação e a excelência profissional no setor financeiro global. Através da realização de conferências, seminários, webcasts e publicações periódicas, permite aos seus membros manterem-se a par dos últimos desenvolvimentos na indústria financeira.

DECO

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor é uma associação privada de utilidade pública sem fins lucrativos. A sua intervenção assenta em 3 pilares: Informação; Formação e Educação; Representação dos Consumidores. A sua missão é defender os direitos e legítimos interesses dos consumidores, garantir o respeito pelo cumprimento dos mesmos e contribuir para a resolução dos problemas dos consumidores.